Cabeceira junto à parede com janela Como conseguir um resultado sofisticado?

Ao escolher onde posicionar a cama no quarto, recomenda-se que a cabeceira não fique encostada na parede com janela, pois esse posicionamento costuma dificultar a composição do décor do ambiente. No entanto, nem sempre é possível fugir desse posicionamento.
Continuar lendo

Marcenaria: Evite dores de cabeça! 5 coisas irritantes de empresas descomprometidas

Ao optar por um projeto de marcenaria personalizado, é fundamental buscar empresas de know-how, que trabalhem com profissionais qualificados e materiais de qualidade; e que sobretudo prezem por um bom atendimento ao cliente, tanto na venda como na pós-venda.

Claro que a pesquisa de preços deve ser feita, mas lembre-se que diferenças “gritantes” podem ser um alerta do que virá pela frente. Por isso, tome cuidado, afinal, o barato pode sair caro. Confira abaixo 5 coisas, no mínimo, irritantes que você pode se deparar, caso contrate uma empresa descomprometida. Continuar lendo

5 pontos que devem ser acordados ao adquirir marcenaria personalizada

Projetos de marcenaria personalizada apresentam inúmeras vantagens, como otimização de espaço, praticidade, visual único e alto padrão de qualidade. Porém, isso só se aplica a projetos feitos por empresas de know-how e, sobretudo, confiáveis. Além disso, sempre vale a pena ter alguns cuidados, afinal, não custa nada ser cauteloso. Então, para garantir que o projeto dos seus sonhos não se torne um pesadelo, fique atentos aos cinco itens abaixo:
Continuar lendo

Por dentro das tendências de Milão

Passados quase dois meses da realização da última edição do Salão Internacional de Móveis de Milão – considerado mundialmente o mais importante evento de design e arquitetura, muitas das tendências e dos produtos apresentados estão se consolidando no mercado. Então, é possível saber se ganharam a empatia de profissionais e consumidores e, assim, tornaram-se um “must have”.

Entre as trends, está o uso de pedra como protagonista em diferentes ambientes. Para aquecer esse recurso “frio”, profissionais têm apostado em seu uso junto com a madeira. Essa junção de elementos pode resultar em espaços requintados, mas, para realizá-la, vale optar por projetos personalizados feitos sob medida. Com certeza, uma forma de levar luxo para o décor de casa. Continuar lendo

Cozinha perfeita para receber cooktops

Há algum tempo, os cooktops têm ganhado espaço nas cozinhas, substituindo os fogões convencionais e dando um visual mais contemporâneo a esses ambientes. No entanto, ao optar por eles, é fundamental que a bancada seja feita adequadamente para recebê-lo.

Profissionais recomendam que a bancada onde o eletrodoméstico será instalado deve ter entre 2 e 6 cm de espessura, números eficientes para suportar o seu peso. Além disso, é fundamental que o material da peça seja resistente a altas temperaturas.
Continuar lendo

Metais de banheiros e lavabos: Além do dourado e prateado E

Em geral, metais de banheiros e lavabos são dourados ou prateados. Outros tons metálicos também costumam aparecer, como o cobre e o dourado envelhecido. Afinal, são opções que definitivamente garantem requinte a esses ambientes.

No entanto, é possível ir além optando por metais em outras cores. Não é algo muito comum, mas pode levar personalidade a banheiros e lavabos e garantir o destaque dessas peças, já que aparecerão em tonalidades um tanto inusitadas.

O preto, por exemplo, é uma cor neutra que leva elegância a qualquer tipo de ambiente. Logo, metais na cor preta, com certeza, darão um diferencial bastante evidente ao espaço. Trata-se de uma opção interessante para ambientes com o predomínio de tons neutros, como o cinza.
Continuar lendo

Harmonia entre decoração de casa e decoração natalina

Finalzinho de novembro chegando e o Natal cada vez mais perto. Andando pelas ruas já é possível ver que o clima natalino aos poucos vai tomando conta da cidade. Árvore de Natal, papai Noel, renas, duendes, presépios e piscas-piscas incrementam ambientes que também ganham as cores dessa festa que comemora o nascimento do Menino Jesus.

Em casa, as árvores de Natal são as mais populares. Presépios são indispensáveis para os que fazem questão de lembrar a essência do dia 25 de dezembro. No entanto, independentemente do que fará parte do décor natalino, é fundamental que ele seja incluído de forma harmônica com a decoração da casa.

Continuar lendo

Projeto de mobiliários. A última palavra deve ser sempre sua!

Móveis feitos sob medida com planejamento apresentam uma série de vantagens, por exemplo, a possibilidade de otimização do espaço disponível e a garantia de praticidade para o ambiente. No entanto, definitivamente, a personalização é um dos pontos altos, já que projetos customizados possibilitam a criação de visual de acordo com os gostos pessoais do cliente.

No entanto, existem aspectos técnicos que devem ser avaliados e que podem interferir de alguma forma na composição do projeto. Empresas de know-how sabem identificar e expor possíveis dificuldades para atender o desejo do cliente, mas, ao mesmo tempo, têm jogo de cintura para oferecer alternativas que melhor se encaixem ao que foi solicitado.
Continuar lendo

Pop Art no décor

Na semana passada, falamos sobre o uso de elementos kitsch na decoração. Ao abordar esse tópico, é comum haver uma associação com a Pop Art, movimento artístico originado na Inglaterra e nos Estados Unidos na década de 1950, mas que ganhou projeção no final da década de 1970. A proposta dos artistas era mostrar ícones da cultura de massa capitalista em suas obras, criticando o consumismo e o materialismo.

Um dos principais nomes dessa cena artística é o norte-americano Andy Warhol (1928 – 1987). Assim como outros artistas do movimento, ele apostou na representação de elementos do cotidiano e de produtos feitos em série destinados ao consumo em massa, além de retratar celebridades do cinema e da música.

Continuar lendo

Kitsch no décor: Moderno ou brega?

Incluir elementos kitsch na decoração é algo que resulta em opiniões “8 ou 80”, ou seja, há pessoas que adoram e há aqueles que simplesmente sentem arrepios. O kitsch surgiu como uma estética contra o minimalismo. Produzidos em materiais mais simples, muitas vezes reproduzindo elementos requintados, os itens kitsch são destinados ao consumo de massa.

Sabe aqueles anões de jardim? Ou ainda aqueles vasos ou jarras em formato de frutas, como abacaxis, muito comuns na casa das nossas avós? E o famoso pinguim de geladeira e as “eternas” flores de plástico? Então, eles são exemplos de elementos kitsch que muitos julgam como sendo algo brega, de mau gosto.

Continuar lendo